Sociedade

Câmara de Barcelos. PJ realiza buscas

Contrato polémico com uma empresa de segurança privada pode estar no núcleo da investigação

 

Após uma denuncia anónima, a Polícia Judiciária de Braga realizou buscas na Câmara Municipal de Barcelos, esta quarta-feira. O Correio da Manhã avança que estão em causa suspeitas de crimes de corrupção, abuso de poder e prevaricação.

Em declarações à agência Lusa, na quarta-feira, a câmara manifestou “total disponibilidade e colaboração com as autoridades competentes, tendo facultado o acesso a toda a informação e documentação solicitada". No entanto, recusou revelar a razão das buscas.

A autarquia terá feito contratos polémicos com a empresa de segurança privada Gprotect e ultrapassado o limite máximo do valor que podia gastar com a empresa Gprotect. Para contornar a lei, o dono desta acabou por criar uma outra empresa registada em nome da mulher, para continuar a receber o dinheiro da autarquia.