Sociedade

Quantidade de açúcar nos pacotes volta a diminuir

Protocolo é assinado amanhã pela Direção-Geral de Saúde e a Associação Portuguesa de empresas de Distribuição

A quantidade de açúcar nos pacotes vai baixar novamente. Em 2016, ja tinha sido aplicada, através de um protocolo assinado pelo Ministério de Saúde e os representantes da indústria alimentar, uma redução no volume de açúcar, passando de um limite de oito gramas para cinco ou seis gramas.

Agora, a partir de 2020, os pacotes de açúcar não poderão ter mais de quatro gramas. O protocolo, que determina esta nova medida, será assinada amanhã entre a Direção-Geral de Saúde (DGS) e a Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição.

"Este acordo vem reforçar e aprofundar um caminho já iniciado e tornar as metas mais ambiciosas, no âmbito da estratégia Integrada para a Promoção da Alimentação Saudável", explica a DGS através de um comunicado publicado na sua página oficial.

A DGS refere ainda que "os hábitos alimentares inadequados são o fator de risco que mais contribui para o total de anos de vida saudável perdidos pela população portuguesa (19%) e um dos determinantes da doença crónica, que representa mais de 85% da carga de doença no sistema de saúde português".

Nos últimos anos, o Ministério da Saúde tem apostado numa estratégia para promover a alimentação saudável, com medidas que passam "pela alteração da disponibilidade dos produtos à venda, pela reformulação dos produtos alimentares (redução do sal, açúcar e gorduras trnas), pela tributação e pela literacia em saúde".