Internacional

Bactéria. Lambidela de cão na cara leva a amputação de braços e pernas

Uma infeção no sangue causada por uma bactéria fez com que os membros do homem acabassem por morrer

Uma simples lambidela do cão na cara foi o que bastou para que um homem de 48 anos apanhasse uma bactéria no sangue que o obrigou a amputar as pernas e parte do braço.

Greg Manteufel foi hospitalizado no mês passado com sintomas de gripe, no entanto o que realmente estava a provocar os sintomas era uma bactéria chamada Capnocytophaga que está presente em 74% dos cães e em 57% dos gatos, segundo dados do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças.

A bactéria normalmente não é prejudicial à saúde, no entanto quando encontra sistemas imunitários fracos pode tornar-se perigosa. No caso de Greg, a bactéria provocou uma infeção no sangue e “levou apenas uma semana até que lhe amputassem as pernas”, conta a mulher ao jornal local Fox 6 Now.

Normalmente as mordidelas de cão podem causar problemas complexos de saúde, no entanto as lambidelas não causa tanta preocupação nos donos. “Este tipo de baterias vem da saliva dos cães. Esta infeção no sangue desencadeou um conjunto de respostas no sangue”, explicou a Dra. Silvia Munoz-Prince, especialista em doenças infecciosas ao Fox 6 Now. “Às vezes a diminuição [da pressão e circulação do sangue] é tanta que os braços e as pernas simplesmente morrem”.

Este tipo de infeções pode mesmo causar a morte em apenas 72 horas.

Esta doença é muito rara, e afeta apenas 0,67 pessoas por milhão, segundo um estudo holandês, pelo que “mais de 99% das pessoas que têm cães nunca vão ter este problema”, acrescentou Munoz-Prince.