LifeStyle

Faz Figura, a paixão por Portugal

O histórico restaurante Faz Figura abriu em 1974 e  conta com uma carta que abrange produtos de Norte a Sul de Portugal.

Situado junto ao Panteão Nacional e com uma vista panorâmica para o Terminal de Cruzeiros de Lisboa, o restaurante Faz Figura é uma referência gastronómica, há 44 anos, na capital portuguesa. O que mais é privilegiado no restaurante são as receitas tradicionais de cada distrito de Portugal - uma ideia do mais recente projeto de Pedro Dias, proprietário do Faz Figura -, sendo esse o motivo pelo qual pregam o lema «defender, divulgar e valorizar o património nacional».

A paixão pelo que é nacional já acompanha Pedro Dias há muitos anos. O dono do restaurante conta que o bichinho do conhecimento «pelo que é nosso» nasceu na altura em que foi jornalista: «conheci muitos lugares em Portugal e no mundo, porque tive bastantes oportunidades para viajar». O proprietário afirma que quando saía em reportagem, levava sempre a câmara consigo para registar todos momentos. Mas foi a gastronomia de Norte a Sul de Portugal que mais o fascinou.


Fotografia de Mafalda Gomes

Ao longo dos anos, o ex-jornalista foi recolhendo todas as experiências que viveu nas diferentes terras portuguesas e apesar de só ter conseguido partilhá-las (na vertente gastronómica) mais de 20 anos depois - quando a sua família tomou conta da gerência do Faz Figura em 2005 - considera que o novo projeto que idealizou para o espaço, continua a ser um conceito «bastante diferente».

A vontade de tornar o negócio em algo «um pouco mais do que um restaurante», levou a que todos os cantos da casa sofressem alterações. A principal mudança é visível logo na ementa: «todos os produtos são portugueses», confessa Pedro Dias. «Também encaramos a gastronomia como uma vertente cultural e trazemos esse conceito para o Faz Figura, onde podemos vender para fora ou incluir os produtos regionais nas refeições», explica o proprietário. No entanto, não existe um prato que seja a cara do Faz Figura, por este mudar consoante a época. Ainda assim, o restaurante é bastante procurado pela bochechas de vitela de Mirandela, pelo atum dos Açores, pelo cozido à portuguesa que conta com enchidos que vão desde os Trás-os-Montes ao Alentejo, pelos queijos de cabra da zona da Azambuja ou pelos vinhos portugueses.

Ao nome de origem, acrescentou-se as palavras «Portugal Wine & Food», mais uma forma de difundir os produtos nacionais, declara o atual dono do restaurante. O terraço, que antigamente estava descoberto, conta agora com uma proteção em que é possível usufruir da sala o ano inteiro, «não tirando a característica de esplanada». Criaram-se ainda dois espaços onde é possível realizar workshops, com o intuito de divulgar os produtores mais pequenos e «trazer para cá uma série de produtos que de outra forma ficariam confinados ao seu local de origem».

Mas ainda que o conceito seja diferente daquele que levou à fundação do espaço nos finais do século XX, não é possível apagar a história que o nome carrega. Na altura em que o ex-presidente da TAP, Gomes Mota, liderou o restaurante, passaram por lá muitas figuras públicas, nomeadamente pessoas ligadas à política. Mário Soares, Passos Coelho e Vítor Gaspar, por exemplo, passaram por lá em tempos. O atual proprietário diz que as caras conhecidas continuam a frequentar o restaurante, como por exemplo a Monica Bellucci ou a Sara Sampaio, mas prefere manter a descrição, principalmente quando no momento da refeição porque respeita a descrição.

Para ir até ao Faz Figura não é necessário reservar, embora Pedro Dias alerte para uma maior procura ao jantar. Os preços rondam entre os 20 a 40 euros e o espaço está aberto todos os dias, das 12h30 às 23h30, com a exceção da segunda-feira que só abre às 19h30 e nos dias 24, 25 e 26 de dezembro, que encerram para descanso.

O espaço

Assim que se entra no restaurante, há mais de 900 garrafas vazias suspensas na parede: uma imagem de marca da casa. Toda a decoração foi projetada por Pedro Dias, que trouxe um pouco das tradições portuguesas para o espaço: cortiça, pinturas alusivas ao fado e azulejos, são alguns dos exemplos que fazem parte do cenário.

O Faz Figura conta com cerca de 100 lugares sentados na esplanada e na sala principal, uma sala polivalente em que a disposição das cadeiras muda consoante o evento e três máquinas de vinho self-service espalhadas, em que os clientes podem provar mais de 70 variedades de vinhos O restaurante também recebe eventos de grupo ou empresas e para isso dispõem de colunas, projetor e espaços mais privados para as reuniões. 

 

Faz Figura
Rua do Paraíso, n.º 15 B, Lisboa
Aberto desde 1974
Especialidades: Carne e peixe