Internacional

Deslizamento de terras nas Filipinas soterra aldeia inteira

Apenas três pessoas foram salvas

Na aldeia de Ucab, em Itogon, Filipinas, só três pessoas foram salvas do deslizamento de terras que soterrou vários edifícios este fim de semana.

Apesar de a esperança de encontrar alguém com vida diminuir à medida que o tempo vai avançando, nas operações de resgate estão 300 bombeiros, soldados polícias e voluntários.

Há mais de 30 desaparecidos – seis deles são crianças – e a maioria encontrava-se num armazém abandonado onde se tinham refugiado dos efeitos do tufão Mankut. “Antes do tufão chegar, o pastor convidou-os a refugiar-se naquela casa”, explicou Conrad Navidad, da Organização Internacional para as Migrações à BBC. “Foi então que o desastre se deu e eles ficaram soterrados pelo deslizamento de terras”, acrescentou.

Victorio Palangdan, autarca local diz ter “99% de certeza de que as pessoas estão todas mortas”, mas garante que vão “continuar até resgatar todos”.

Aquela zona erra perto de um antigo armazém de uma exploração de ouro que tinha sido abandonada. Segundo a Câmara das Minas, houve vários avisos para que abandonassem o local, no entanto muitos continuavam a minerar ilegalmente.

Nos últimos dias houve já vários deslizamentos de terras que provocaram mais de 60 mortos. As chuvas intensas e os ventos fortes que atingiram a região de Benguet e toda a ilha filipina de Luzon foram responsáveis pelas derrocadas.