Sociedade

Jornalistas atingidos com ovos durante discurso de fim de protesto dos taxistas

O presidente da Federação Portuguesa do Táxi (FTP), Carlos Ramos, ao perceber o sucedido, interrompeu o presidente da ANTRAL e condenou a atitude.


Os jornalistas que esta quarta-feira estavam a fazer a cobertura do discurso de final de protesto dos taxistas, contra a entrada em vigor da lei que regula o transporte em veículos descaracterizados, foram atingidos por ovos.

Florêncio de Almeida, presidente da ANTRAL, discursava na Praça dos Restauradores, em Lisboa, quando a multidão começou a atingir os jornalistas presentes com ovos.

O presidente da Federação Portuguesa do Táxi (FTP), Carlos Ramos, ao perceber o sucedido, interrompeu o presidente da ANTRAL e condenou a atitude.

"Não estraguem, não estejam a mandar ovos para a comunicação social. As pessoas estiveram aqui a trabalhar connosco, são profissionais como vocês, são quando andam a conduzir um táxi e não gostam de ser maltratados. Por isso não têm de maltratar as pessoas que estão aqui a fazer a sua função", disse.

"É condenável, quem se apercebeu de quem fez isto deve comunicar quem foi a pessoa que mandou os ovos", acrescentou.

Mais tarde, em declarações aos jornalistas, Carlos Ramos voltou a pedir desculpa pelo incidente.