Cultura

Rui Moreira critica Conselho de Fundadores de Serralves por “pusilanimidade”

Em causa está a recusa por parte do presidente do Conselho de Fundadores de realizar uma reunião extraordinária

No caso da polémica que envolve a Fundação Serralves, o presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira lamentou que o presidente do Conselho de Fundadores de Serralves tivesse assumido uma posição de “total pusilanimidade”, ou seja de falta de coragem ou firmeza para se impor.

Tudo porque Luís Braga da Cruz recusou o pedido de Moreira para antecipar a reunião com a Câmara Municipal por não haver qualquer “caráter de urgência”, segundo o Jornal de Notícias.

Recorde-se que a exposição de Robert Mapplethorpe tem gerado polémica, incluindo a demissão do diretor artístico da Fundação Serralves. Rui Moreira enviou uma carta ao presidente do Conselho de Fundadores onde lembra que “a Fundação Serralves tem sido alvo de notícias em órgãos de comunicação social nacionais e internacionais e de diversas manifestações públicas susceptíveis de afetar a sua imagem e reconhecido prestígio”, daí a necessidade de antecipar a reunião marcada para dia 5 e 7 de dezembro.

Por Decreto-Lei, a Câmara Municipal do Porto tem assento no Conselho de Fundadores. O órgão reúne-se anualmente, no entanto pode ser convocada pelo presidente ou a pedido do Conselho de Administração uma reunião extraordinária.