Sociedade

Militares subarrendam casas do Estado a turistas estrangeiros

Ministro já reagiu e espera esclarecimentos ainda hoje


O Instituto de Ação Social das Forças Armadas (IAFSA) recebeu uma queixa sobre a utilização indevida de casas arrendadas a militares.

Os apartamentos pertencentes ao IAFSA estariam a ser arrendados a turistas estrangeiros no âmbito de alojamento local, avançou o Diário de Notícias.

"Já chegou ao nosso conhecimento e é preocupante, até porque tem a ver com o património da Ação Social Complementar" e também "pela situação grave que o IASFA vive", afirmou, ao mesmo jornal, um dirigente daquele Instituto.

A fonte terá pedido o anonimato por não estar autorizado a falar sobre o caso.

Confrontado com a notícia, o ministro da Defesa, Azeredo Lopes, adiantou estar a aguardar "esclarecimentos urgentes" do IASFA ainda esta terça-feira.

Azeredo Lopes falou aos jornalistas em Ayamonte (Espanha), à margem da cerimónia de apresentação da nova carta hidrográfica do Guadiana.

O ministro sublinhou que há “uma orientação fortíssima deste Governo” para “o mais depressa possível se conhecer totalmente e com transparência quem são os utentes, quais são as condições em que beneficiam de algo que é importante, quais são os preços que pagam, quais são os seus rendimentos”.

Os comentários estão desactivados.