Tecnologia

China lança “lua artificial”para iluminar a Terra

O satélite vai dirigir a luz do Sol para a Terra durante a noite.

Até 2020, a China vai lançar no espaço uma "lua artificial", que vai refletir na Terra a luz do Sol durante a noite. O que é que isto vai permitir? Economizar iluminação, revelou hoje, sexta-feira, um meio de comunicação do Estado.

O satélite vai estar equipado com uma película refletora e tem como missão iluminar a grande cidade de Chengdu (sudoeste), escreve o jornal China Daily.

Primeiro, será enviado um exemplar para o espaço e, em caso de sucesso, três outros serão enviados em 2022, explicou ao mesmo jornal o chefe da Tian Fu New Area Science Society, organismo responsável pelo projeto, Wu Chunfeng.

"A primeira lua será sobretudo experimental, mas as três a enviar em 2022 constituirão o produto final. Terão um grande potencial em termos de serviços à população e do ponto de vista comercial", explicou.

Caso o projeto seja bem sucedido, esta técnica poderá ser usada, no futuro, em catástrofes naturais, enviando os raios solares para as zonas terrestres onde a iluminação elétrica tenha sido cortada.