LifeStyle

Roger Waters terminou tour no Brasil sem falar de Bolsonaro

Tour ficou marcada por várias referências negativas ao novo presidente do Brasil

DR  

Durante os concertos no Brasil, o antigo vocalista dos Pink Floyd colocava o nome de Jair Bolsonaro entre vários políticos que considerava neofascistas, como Donald Trump, Le Pen e Putin. 

No entanto, Roger Waters acabou a tour em terras brasileiras sem mencionar o nome do novo presidente e apagou a #elenão do alinnhamento de imagens que apareciam nos ecrãs durante o concerto. 

O artista chegou mesmo a ser vaiado em São Paulo por partilhar a sua opinião política durante o espetáculo, tanto nas imagens como em discursos.

"Prefiro estar num sítio em que o líder não acredita que a ditudura é uma coisa boa", chegou a dizer.