Internacional

Panamá. Filhos de ex-presidente presos nos Estados Unidos

Os irmãos Martinelli, implicados no caso Odebrecht por receberem subornos milionários, estariam ilegalmente no país

Os filhos do antigo presidente do Panamá, Ricardo Martinelli, (2009-2014), foram detidos nos Estados Unidos por estarem ilegalmente no país. Luis e Ricardo Martinelli, que estão acusados de corrupção no Panamá, por estarem envolvidos no caso da construtora brasileira Odebrecht, foram presos pela polícia americana por terem os seus vistos caducados.

A agência policial americana para o controlo da imigração e alfândega (ICE, na sigla original) comunicou que deteve os dois irmãos no passado dia 20 de novembro, numa operação no Estado da Florida por estarem “presentes ilegalmente no país”. Apesar de terem entrado legalmente nos EUA, os "seus vistos foram revogados em 2017" e, portanto, estavam em condição "ilegal", acrescenta a ICE, citada pela agência France Press.

Os irmãos Martinelli, têm desde o mês de Maio um “alerta-vermelho” na Interpol para a sua extradição para o Panamá por terem recebido subornos milionários da Odebrecht. Os subornos serviram para que a construtora pudesse fintar a burocracia na construção de uma estrada e no saneamento da baía do Panamá.