Sociedade

Mustafá iliba Bruno de Carvalho

O líder da Juve Leo recusa ter recebido ordens do antigo presidente do Sporting e garante que só soube do ataque às 17h20 pela televisão

O líder da claque Juve Leo disse no interrogatório que não recebeu “carta branca” de Bruno de Carvalho para ir a Alcochete para apertar com os jogadores. Estas declarações contrariam a versão de Fernando Mendes que revelou, numa entrevista ao Diário de Notícias, que o antigo presidente do Sporting disse para ir à Academia “apertar com eles [jogadores] e dar-lhes um puxão de orelhas”.

“É completamente falso, completamente mentira”, garantiu Nuno Mendes, mais conhecido como Mustafá, durante o interrogatório a que o Correio da Manhã teve acesso. "Não confirmo que o presidente nos tenha dado carta branca. Não disse isso a ninguém. Só falei com eles [Bruno Jacinto e Fernando Mendes] no regresso da Madeira sobre o jogo [Marítimo-Sporting] e da situação do Fernando Mendes ir ao aeroporto", acrescentou o líder da claque.

Mustafá disse ainda que repreendeu Fernando Mendes por este ter ido ao aeroporto onde discutiu e ameaçou os jogadores, que chegavam do jogo contra o Marítimo.

Ainda no interrogatório, o líder da Juve Leo afirmou que só teve conhecimento do ataque “às 17h20 pela CMTV” garantindo que não integra nenhum dos grupos de WhatsApp onde alegadamente foi combinado o ataque.