Vida

Homem fica preso em exaustor de restaurante durante dois dias | FOTO

Vítima foi transportada para o hospital após se retirada


Um homem de 29 anos ficou preso durante dois dias no exaustor de um restaurante chinês que se encontrava abandonado.

O incidente aconteceu em San Lorenzo, na Califórnia, e as autoridades foram alertadas por um popular que ouviu “uma voz fraca a pedir ajuda” que vinha de dentro do restaurante.

Ao chegarem ao local, tanto a polícia como os bombeiros, pelas 09h30 (hora local), depararam-se com um homem coberto de gordura, que se encontrava preso nas tubagens de metal de um exaustor que fazia a ligação entre a cozinha do restaurante e o exterior. “Quando passei pelo restaurante, comecei a ouvir ‘ah, ah, ah’ e apercebi-me de que era uma pessoa. Comecei a fazer perguntas como ‘qual é o seu nome?’ e o homem só dizia ‘por favor, ajude-me, por favor, não me magoe’. Aí, disse que o ia ajudar”, explicou à imprensa local o proprietário de uma empresa de táxis em San Lorenzo, Igor Campos, que foi quem deu o alerta às autoridades.

Para conseguirem tirar o homem, as equipas de resgate utilizaram uma escada para chegarem ao topo do estabelecimento e, depois de uma hora, a vítima foi retirada. “As nossas equipas tiveram de remover os tubos metálicos da estrutura para conseguir ter acesso ao homem e tentar trazê-lo para fora do restaurante”, explicou o chefe da polícia de Alameda County, Ray Kelly.

O homem foi transportado para o hospital e encontrar-se-á bem de saúde, apesar de ter sido encontrado completamente desidratado.

O momento foi, além de noticiado pela imprensa, publicado nas redes sociais pelo chefe da polícia, que refere que há suspeitas de que o homem estaria a tentar assaltar o restaurante, tendo acabado por ficar preso.

Ainda em comunicado à imprensa local, o responsável disse, em tom de brincadeira, que o homem não poderia ser confundido com o Pai Natal: “Podemos confirmar que este homem não era o Pai Natal e que não tinha autoridade legal para estar aqui.”, afirmou.

Para investigar o caso foi aberta uma investigação, de forma a apurar se o homem estaria – ou não -  a invadir, vandalizar ou assaltar o restaurante em causa.

 

Os comentários estão desactivados.