Internacional

Governo pede aos “coletes amarelos” para serem “razoáveis” este sábado

O porta-voz do governo relembrou que as forças policiais “foram colocadas a trabalhar exaustivamente nas últimas semanas”

O governo francês lançou esta quinta-feira um apelo aos manifestantes dos “coletes amarelos” para que não proteste no próximo sábado. Desta forma as forças policiais podem concentrar forças para continuar a busca ao homem responsável pelo ataque em Estrasburgo.

Benjamim Griveaux, porta-voz do governo, disse que o governo não ia proibir as manifestações, mas pediu aos manifestantes que sejam “razoáveis”, tendo em conta o atentado que ocorreu esta terça-feira no Mercado de Natal de Estrasburgo.

O porta-voz disse ainda que as reivindicações do protesto já foram ouvidas e respondidas, referindo-se às medidas anunciadas por Emmanuel Macron, presidente francês.

"As nossas forças policiais e de segurança foram colocadas a trabalhar exaustivamente nas últimas semanas", disse ainda Griveaux.

O líder do sindicato CFDT, Laurent Berger, disse à RFI que é possível “ver a extrema fadiga da polícia” reforçando que “seria uma boa ideia não sobrecarregar os barcos”.

Recorde-se que as forças policiais têm em curso uma operação de busca a Cherif Chekatt, o homem suspeito de ter matado três pessoas e ferido 13 no Mercado de Natal de Estrasburgo esta terça-feira. As autoridades acreditam que o autor do ataque ainda está em território francês, mas admitem a possibilidade de ter fugido para a Alemanha.