Internacional

Emitido mandato de captura de antiga primeira-dama

Grace Mugabe, esposa do antigo presidente do Zimbabwe, é acusada de agredir uma modelo com uma extensão elétrica

Foi emitido um mandato de captura da anterior primeira-dama do Zimbabwe Grace Mugabe, pela alegada agressão à modelo Gabriella Engels, num hotel em Joanesburgo, afirmaram as autoridades.

Depois da alegada agressão, em Agosto de 2017, o governo sul-africano ofereceu a Grace Mugabe imunidade diplomática. A imunidade foi revogada este ano depois de a vítima ter recorrido da decisão.

"Posso confirmar que um mandato para a prisão de Grace Mugabe foi emitido na última quinta" afirmou um porta-voz da polícia sul-africana, Vishnu Naidoo, adicionando que a polícia pediu o apoio da Interpol para o efeito.

O crime de que a antiga primeira-dama é acusada terá ocorrido no bairro da moda de Sandton, um distrito financeiro conhecido pelas suas lojas de luxo. A modelo Gabriella e duas amigas terão ido a um hotel encontrar-se com um jovem, Chatunga Bellarmine Mugabe, um dos dois filhos adultos de Robert Mugabe, na altura presidente do Zimbabwe.

Depois dos eventos, a mãe da vítima afirmou que enquanto as jovens esperavam no quarto "entrou uma mulher, gritando, chamando-lhes nomes e exigindo saber onde estavam os filhos". As jovens não terão sabido responder, e, segundo o que Gabrielle terá contado à mãe, a mulher "tinha uma extensão elétrica à volta da mão e começou a atacá-las", enquanto os seguranças de Mugabe observavam. Gabrielle terá escapado com o auxílio dos seguranças do hotel, e afirma que apenas aí descobriu que a alegada agressora era Grace Mugabe.

A vítima foi hospitalizada, e surgiram imagens suas com um corte na testa.

Na altura, a primeira-dama negou as alegações, afirmando que Gabriella Engels estaria "bêbeda e desiquilibrada" e a teria atacado com uma faca.

O grupo de defesa legal Afriforum, que representa a vítima, considerou a defesa de Grace Mugabe como uma mentira.

A antiga primeira-dama foi considerada uma potencial sucessora ao seu marido, Robert Mugabe, que governou o Zimbabwe durante décadas, até ter sido afastado num golpe de estado o ano passado. Grace Mugabe tem estado fora da ribalta desde o afastamento do marido do poder.