Sociedade

Borba. João Galamba acusa antecessor de ter "recebido e ignorado" aviso em 2014

"Esse alerta não teve seguimento, foi recebido e ignorado" porque se entendeu "que não cabia à secretaria de estado e ao governo anterior ter qualquer iniciativa ou diligência sobre essa matéria"

João Galamba, secretário de Estado a Energia, falou hoje sobre a derrocada em Borba, denunciando que a Direção Regional de Economia do Alentejo, em 2014, "alertou em reuniões, até tidas com a Câmara de Borba, que havia de facto um risco e alertou também o governo".

Essa entidade "fez vários alertas à Câmara de Borba, participou em reuniões que já foram documentadas publicamente e avisou, enviou o seu alerta, o resultado do seu trabalho, à Secretaria de Estado da Energia do governo anterior, ao secretário de Estado Artur Trindade", afirmou à Lusa.

O responsável apontou o dedo ao seu antecessor, acusando de ter "ignorado" o aviso deixado pela Direção Regional de Economia do Alentejo: "Esse alerta não teve seguimento, foi recebido e ignorado" porque se entendeu "que não cabia à secretaria de estado e ao governo anterior ter qualquer iniciativa ou diligência sobre essa matéria".

No passado dia 19 de novembro um troço da estrada nacional 255 ruiu. O troço localiza-se entre duas pedreira, na zona de Borba. 

O Ministério Público abriu um inquérito para apurar as causas do incidente. Inquérito esse que está a ser conduzido pelo Departamento de Investigação e Ação Penal de Évora, juntamente com duas equipas da Polícia Judiciária.