Internacional

Partidos unem-se em boicote à tomada de posse de Bolsonaro

Jair Bolsonaro vai tomar posse a 1 de janeiro

O Partido dos Trabalhadores (PT), o Partido Socialismo e Liberdade e o Partido Comunista anunciaram esta sexta-feira que vão boicotar a tomada de posse de Bolsonaro, na próxima terça-feira.

Segundo uma nota do PT, que governou o Brasil entre 2003 e 2016, citada pela ‘Folha de S.Paulo’, o resultado das urnas é legítimo, mas “isso não impede [o PT] de denunciar a lisura do processo eleitoral de 2018 foi descaracterizada pelo golpe do impeachment, pela proibição ilegal da candidatura do ex-presidente Lula e pela manipulação criminosa das redes sociais para difundir mendidas contra o candidato Fernando Haddad”.

“Não compactuamos com discursos e ações que estimulam o ódio, a intolerância e a discriminação. E não aceitamos que tais práticas sejam naturalizadas como instrumento da disputa política", acrescenta a mesma nota.

Os três partidos tornaram público que os deputados eleitos por aquelas forças políticas não estarão presentes na cerimónia de dia 01 de janeiro.

Para a posse de Jair Bolsonaro, que vai acontecer em Brasília, são esperados pelo menos uma dúzia de chefes de Estado e de Governo, além de delegações de cerca de 60 países.