Internacional

Cinco milhões de mulheres indianas formaram um muro de 620 km pela igualdade de género

Cinco milhões de mulheres deram as mãos na Índia por um mundo mais justo.

Cerca de cinco milhões de mulheres juntaram-se em Kerala, na Índia, para defenderem a igualdade de género, num país onde as mulheres estão proibidas de entrar em monumentos religiosos por serem menstruadas.

Na Índia, 2019 começou com um ‘grito’ de revolta de cinco milhões de mulheres que querem um mundo mais justo e mostraram a sua força na luta pela igualdade de género.

De acordo com a CNN, um dos principais motivos que levou estas mulheres a unirem-se está relacionado com a proibição da entrada no templo hindu de Sabarimala a mulheres que estejam em idade de menstruação. Recorde-se que na religião hinduas as mulheres menstruadas são consideras impuras.

Apesar de em setembro de 2018 o Supremo Tribunal da Índia ter declarado que a lei inconstitucional, muitas mulheres são atacadas por manifestastes que não aceitam a alteração da lei.

O protesto que uniu um impressionante número de cinco milhões de mulheres durou 15 minutos.