Vida

"Separados na vida, unidos na doença. Mulher doa rim a ex-marido 23 anos após o divórcio"

Bill Henrich precisou de um transplante de rim e a sua ex-mulher não hesitou na altura de tomar a decisão e ser a dadora.

Mary Ziegler e Bill Henrichs tiveram um casamento feliz durante praticamente vinte anos e, quando é para casar, acredita-se que é para a vida. No entanto, isso não aconteceu e o casal acabou por se divorciar. “Os nossos interesses eram diferentes. Mas fomos sempre amigos e a família foi sempre uma parte importante das nossas vidas. Como muitos outros casais, apenas passámos a viver separados”, contou ao Washington Post Mary Ziegler.

Com o passar dos anos, após o divórcio, cada um seguiu as suas vidas e Bill chegou mesmo a encontrar a felicidade ao lado de outra mulher.

Em fevereiro do ano passado, o cenário muda. Bill foi diagnosticado com insuficiência renal e o médico disse-lhe que precisava de um transplante para não ter de fazer hemodiálise - tratamento que consiste na remoção do líquido e substâncias tóxicas do sangue, funciona como se fosse um rim artificial - para o resto da vida.

Mas a história não fica por aqui. Passados 23 anos do divórcio, a dadora de Bill foi a sua ex-mulher, Mary. 

“Soube imediatamente o que ia acontecer. Eu e Bill crescemos juntos e tivémos dois filhos em conjunto. Eu sabia que os nossos filhos e netos precisavam de um pai e de um avô na vida deles”, contava.

Passados oito meses, Bill foi submetido a um transplante de rim na Mayo Clinic em Rochester, no Minnesota, EUA. “Serei eternamente grato à mãe dos meus filhos”, disse Bill.

Nem mesmo a atual mulher de Bill ficou indiferente ao gesto e ela própria sente-se grata para o resto da vida: “Estou agradecida à Mary, porque de facto deu-me o Bill duas vezes – primeiro via divórcio e depois com o transplante de rim. Ele esteve sempre com a família, eu apenas me juntei a ela depois. Aliás, somos uma grande família”, explicou Linda.