Vida

Milionário português obrigado a assumir filho

Criança tem oito anos

A justiça brasileira decretou que António da Silva Rodrigues, o quinto homem mais rico de Portugal, vai ter de assumir a paternidade de um menino de oito anos, fruto de uma relação com a brasileira Amanda Carvalho, revela o CM.

Recorde-se que o milionário de 76 anos, dono do grupo Simoldes, recusou por quatro vezes fazer um teste de ADN.

O tribunal decidiu assim inverter o ónus da prova. Ou seja, António Rodrigues não provou que não é pai da criança, sendo assim obrigado a assumir a paternidade – sentença essa que também já tinha sido proferida em Portugal.