Internacional

Jovem de 16 anos que violou e matou criança de seis condenado a prisão perpétua

O rapaz está acusado de rapto, violação e homicídio

DR
Twitter

O jovem de 16 anos Aaron Campell, autor do homicídio de uma criança de seis anos em julho 2018, na ilha de Bute, na Escócia, foi condenado a prisão perpétua, sendo que poderá ser-lhe concedida liberdade condicional ao fim de  27 anos.

Aaron tinha já sido considerado culpado dos crimes de rapto, violação e homicídio, tendo até a sua identificação sido tornada pública, algo pouco comum quando o arguido em causa é menor.

Inédita foi a leitura da sentença, que pela primeira vez no Reino Unido foi transmitida em direto na Internet. O caráter excecional desta decião prende-se com o facto dos contornos e projeção que este caso tomou. Aaron não apresentou remorsos do crime que praticou, o que levou o juiz Hugh Matthews, encarregue do caso, a afirmar que não tinha memória de um caso que gerasse tanta repulsa nos últimos tempos como este e que se tratava de um crime “hediondo”.

De recordar que Alesha MacPhail foi encontrada morta numa mata, com 117 ferimentos no corpo. O alerta do seu desaparecimento foi dado a 2 de julho de 2018. O homicida, que conhecia o pai da menina, levou Alesha do seu quarto, violou-a e matou-a, tendo deixado depois o seu corpo na zona florestal, onde mais tarde foi encontrado.