Economia

Banco Sabadell inaugura sucursal em Portugal

Entidade prevê superar os mil milhões de euros em volume de negócio em 2022.

DR  

O Banco Sabadell inaugurou a sucursal em Portugal com o principal objetivo de prestar serviços bancários a empresas e sociedades, complementando a sua presença internacional.

Com mais de 25 anos de experiência em Portugal, o Banco Sabadell deu início a este novo projeto em setembro do ano passado e já começou, através da sua rede internacional, a prestar serviços a empresas espanholas com investimentos no país e a sociedades portuguesas. Um acompanhamento que a entidade está a concretizar para que as empresas tomem as melhores decisões económicas tanto em Portugal como em especial nas geografias onde a banca portuguesa não tem tido presença. 

A sucursal, situada na Avenida da Liberdade, em pleno centro de Lisboa, prevê superar os mil milhões de euros de volume de negócio em 2022. Em pouco mais de seis meses de atividade, o volume de negócio ultrapassou as previsões iniciais.

O diretor-geral adjunto do Banco Sabadell e diretor da Direção de Corporate & Investment Banking, José Nieto, assegura que o principal objetivo da entidade é “oferecer serviços bancários que permitam ao Banco Sabadell estar comprometido a longo prazo com empresas espanholas que estão a desenvolver negócios ou a investir em Portugal e ajudar as empresas portuguesas a tomarem as melhores decisões económicas, tanto no seu país como em novos mercados onde a banca portuguesa não está presente ao dia de hoje”. José Nieto recorda a importância do “conhecimento que o banco tem sobre este país, onde conta com uma presença de mais de 25 anos”.

Adicionalmente, o responsável destaca o “compromisso do banco com Portugal” e insiste que a entidade desenvolverá “aquilo em que é número um: a banca de empresas”. 

A sucursal do Banco Sabadell em Portugal, dirigida por Santiago Tiana, conta com uma equipa de 12 especialistas com uma vasta experiência no setor bancário português, orientada ao segmento de empresas, à atividade transacional, trade finance, financiamento estruturado, tesouraria, mercado de capitais e Corporate.