Sociedade

Autarcas detidos já entraram no tribunal

Joaquim Couto e Miguel Costa Gomes esconderam os rostos dentro dos automóveis da PJ

Os autarcas detidos quarta-feira pela PJ no Norte, suspeitos de vários crimes de tráfico de influência, entre outro tipo de criminalidade contra a economia, assim como o presidente do IPO do Porto, já deram entrada no Tribunal de Instrução Criminal do Porto.

Os presidentes das Câmaras Municipais de Santo Tirso e de Barcelos, Joaquim Couto e Miguel Costa Gomes, respetivamente, ambos autarcas históricos do Partido Socialista, esconderam os rostos dentro dos automóveis da Polícia Judiciária.

A tentativa de tapar os rostos por parte dos próprios autarcas do partido no Governo não era necessária, já que os veículos da PJ entraram a alta velocidade, para que não fosse possível fotografar os arguidos, situação que não é nada habitual.

O presidente do IPO, Laranja Pontes, um dos quatro detidos, foi o único que não escondeu a cara, dentro do carro da PJ, um dia depois dos advogados dos autarcas terem criticado aquilo que consideraram uma "operação espetáculo da Polícia Judiciária".

Os quatro detidos entraram em três viaturas da PJ e dois dos arguidos, Joaquim Couto e Manuela Couto, terão viajado lado a lado no mesmo carro da PJ, o que não foi possível confirmar, devido à alta velocidade em que entraram os carros da PJ, desta vez não um carro para cada arguido.