Internacional

Casal de namoradas agredido em Londres depois de trocarem um beijo

“Eles começaram a comportar-se como hooligans, exigindo que nós nos beijássemos para eles poderem ver, chamaram-nos "lésbicas" e descreveram posições sexuais”

Um casal de mulheres foi agredido e assaltado num autocarro na cidade de Londres, no passado dia 30 de maio. Uma das vítimas, Melania Geymonat publicou uma fotografia no Facebook onde se pode ver a jovem e a sua namorada, Chris cobertas de sangue depois do ataque.

Segundo o relato de Melania, as mulheres estavam a viajar num autocarro nocturno em Camden, uma das zonas mais populares de Londres, e depois de trocarem um beijo foram abordadas por um grupo de quatro homens que começaram a dirigir-lhes comentários homofóbicos.

“Eles começaram a comportar-se como hooligans, exigindo que nós nos beijássemos para eles poderem ver, chamaram-nos "lésbicas" e descreveram posições sexuais”. Apesar da sua tentativa de amenizar a situação a “fazer piadas” os homens continuavam a “assediar-nos, a mandar-nos moedas e a ficar cada vez mais entusiasmados”.

Melania contou que a namorada se levantou para as defender e que três dos homens começaram a agredi-la ao mesmo tempo. Quando a mulher tentou socorrer Chris foi esmurrada no nariz e acabou por perder a consciência.

A jovem diz que não foi capaz de voltar ao trabalho mas afirma que o que mais lhe irrita é o quão comum são os ataques à comunidade LGBT "e ser necessário ver uma mulher sangrar depois de ser agredida para sentir algum tipo de impacto”

Melania afirma estar cansada de ser “vista como um objeto sexual” e de ver amigos homossexuais serem agredidos constantemente.“Nós temos que suportar o assédio verbal, a violência chauvinista misoginática e homofóbica, porque quando tentamos fazer algo isto aconte", lamenta na publicação.