Sociedade

Banhos de água fria no Hospital Espírito Santo

Quinta-feira não foi possível sequer aos utentes tomarem banho

Os utentes do Hospital Espírito Santo, em Évora, têm sido obrigados a tomar banho de água fria nos últimos dias.

De acordo com a CMTV, a situação tem provocado queixas de vários utentes e funcionários da unidade de saúde. Ao mesmo órgão de comunicação, várias testemunhas disseram que a situação se arrasta há cerca de 20 dias. Quando questionados pela CMTV, no entanto, os funcionários do hospital não souberam precisar há quanto tempo dura a falha nos serviços.

Durante a manhã de ontem, a situação agravou-se e não foi mesmo possível aos utentes tomarem banho.

Questionado pela CMTV, o gabinete de comunicação do Hospital Espírito Santo esclareceu que o corte da água quente foi motivado pela deteção, no último mês de maio, de um caso de legionela nas instalações da entidade.

Foi então que a descoberta levou os médicos a determinarem que os banhos dos utentes deveriam ser tomados com água fria e não com água quente, explica o hospital no mesmo comunicado.

Até novas ordens, garante a unidade hospitalar no mesmo texto, a decisão vai manter-se como até aqui.