Desporto

O espetacular despiste da Rampa Serra da Estrela

Apesar de ter perdido o controlo do veículo, o piloto voltou ao asfalto com a mesma determinação de sempre

Joana Leonardo
Joana Leonardo
Joana Leonardo

O piloto Luís Silva protagonizou um espetacular despiste, na Rampa Serra da Estrela. O minhoto mostrou a sua resiliência, retomando a competição logo que o carro ficou operacional, terminando a prova na décima posição absoluta da tabela classificativa final.

Natural de Vila Nova de Famalicão, Silva entrou em despiste na primeira curva a seguir a Sete Fontes, no início da subida rumo à Serra da Estrela, perdendo, entretanto, o controlo do seu BMW M3 (E30) à direita. De seguida, guinou para a esquerda e enfaixou-se na terra, batendo contra um pinheiro, enquanto o público se aproximava para perceber se seria preciso auxiliar o atleta.

Silva, engenheiro civil e CEO da empresa Famaconcret, saiu pelos próprios meios, nunca esmoreceu e praticamente fez uma “direta”, trabalhando diretamente para a recuperação do automóvel, voltando para o asfalto com a mesma determinação de sempre.

A competir em Turismo 2 do Campeonato de Portugal da Montanha JC Group, é dos pilotos mais consagrados de alta competição e uma vez mais um candidato ao título.