Internacional

Boris Jonhson diz que acordo para o Brexit está "morto"

“A solução (backstop) está morta, não serve, tem de sair. O acordo de saída está morto, tem de ir. Mas há margem para negociar um acordo novo”, disse Johnson à BBC durante uma visita à Escócia.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, declarou que o acordo para o Brexit, negociado por Theresa May com Bruxelas, “está morto” e que um novo acordo, sem a solução para a Irlanda do Norte, vai começar a ser negociado.

“A solução (backstop) está morta, não serve, tem de sair. O acordo de saída está morto, tem de ir. Mas há margem para negociar um acordo novo”, disse Johnson à BBC durante uma visita à Escócia.

A solução para a Irlanda do Norte pretende evitar uma fronteira física com a República da Irlanda, o que implica que a província britânica fique sujeita às regras do mercado comum até ser assinado um acordo de comércio livre entre o Reino Unido e União Europeia (UE).

Johnson declarou ainda estar em contacto com a Irlanda para establecer os "limites do novo governo e o que ambos queremos fazer" e mostra-se confiante que "com boa vontade" a UE e o Reino Unido chegarão a um novo acordo, apesar de Bruxelas já ter declarado, na semana passada, ser contra um novo acordo e ter afirmado que a UE não pretende renegociar. 

Segundo Johnson, o Reino Unido deve sair da UE até dia 31 de outubro, com ou sem acordo. O primeiro-ministro criou na semana passada um comité que irá preparar o país para uma saída sem acordo. O comité é formado pelos ministros dos Negócios Estrangeiros, Dominic Raab, do Brexit, Steve Barclay, das Finanças, Sajid Javid, do Gabinete, Michael Gove, e o procurador-geral, Geoffrey Cox.