Cultura

Rammstein beijam-se em protesto contra lei anti-LGBTQ russa

O protesto foi um acto de coragem uma vez que, na Rússia, os estrangeiros também podem ser detidos, multados ou deportados por “propaganda gay”.

Paul Landers e Richard Kruspe, elementos da banda de metal alemã Rammstein, beijaram-se em palco a meio de um concerto no estádio de Moscovo.Num evidente desafio ao Kremlin, a banda mostrou assim o seu repúdio pelas leis anti-LGBTQ que estão em vigor na Rússia.

Os dois músicos beijaram-se na canção “Auslander”, tema que faz parte do último disco do grupo. Com a legenda “Rússia, amamos-te”, uma fotografia do momento foi partilhada pela banda no Instagram.

O protesto foi um acto de coragem uma vez que, na Rússia, os estrangeiros também podem ser detidos, multados ou deportados por “propaganda gay”.