Vida

Maria Isabel Carvalhais, mulher de Manoel de Oliveira, morre aos 101 anos de idade

Tal como o marido, Maria Isabel Carvalhais passou a barreira dos cem anos, um facto raro entre a população. Ambos faleceram na cidade do Porto.

DR  

Maria Isabel Carvalhais, mulher do realizador Manoel de Oliveira, morreu esta quarta-feira, aos 101 anos de idade, no Porto, avançou o jornal Público. A causa da morte ainda não é conhecida. 

Maria Isabel, que se casou com o realizador em 1940, quando ela tinha apenas 22 anos, chegou a entrar em algumas das obras do marido: “Inquietude”, em 1998, “Cristóvão Colombo – o Enigma”, em 2007, e no filme autobiográfico do realizador “Visita ou Memórias e Confissões”, em 1992.

Colaborou ainda no documentário de Paulo Rocha "Manoel de Oliveira, o Arquitecto".

Em entrevista ao SOL, em 2007, Manoel de Oliveira falou da mulher e da sua relação, que descreveu como um verdadeiro símbolo de "resistência". Perto de atingir os 100 anos, o realizador confessava: "Não sabemos qual dos dois irá morrer primeiro. Esse é um problema".

O casal protagonizou um caso raríssimo de longevidade, com ambos a viverem mais de um século. Manoel de Oliveira viveu até aos 106 anos, tendo falecido no dia 2 de abril de 2015, e Maria Isabel Carvalhais até aos 101 anos. Tiveram quatro filhos: Manuel de Oliveira, José de Oliveira, Isabel de Oliveira e Adelaide de Oliveira.

O corpo de Maria Isabel Carvalhais estará em câmara ardente durante a tarde de quarta-feira, na Igreja Paroquial de Cristo Rei, na Foz do Douro, no Porto. O funeral irá realizar-se esta quinta-feira.