Economia

BCP vai emitir dívida subordinada

A emissão será realizada com uma “taxa fixa, com prazo de 10 anos e 6 meses e possibilidade de reembolso antecipado, por parte do banco.

O BCP mandatou vários bancos (Credit Suisse, Goldman Sachs International, JP Morgan e Millennium BCP) com o objetivo de realizar uma emissão de dívida subordinada, com um prazo de 10 anos e seis meses. A informação foi avançada pela instituição financeira à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), mas o montante potencial não foi revelado.

“Pretende-se que a emissão venha a preencher os requisitos regulamentares necessários para poder ser classificada como instrumento de fundos próprios de nível 2”, refere o comunicado, onde é explicitado que “dependendo das condições de mercado, o banco poderá decidir realizar a operação em breve”.

A emissão será realizada com uma “taxa fixa, com prazo de 10 anos e 6 meses e possibilidade de reembolso antecipado, por parte do banco, uma vez decorridos 5 anos e 6 meses”. A taxa de juro swap a 10 anos está a negociar nos -0,0944% esta quinta-feira.

O BCP foi ao mercado no início deste ano colocar títulos de alto risco, mas nessa altura foram emitidos 400 milhões de euros em instrumentos de fundos próprios adicionais, mas de nível 1 (AT1). Na ocasião o banco pagou uma taxa de juro de 9,25%.