Internacional

Greta Thunberg distinguida com Prémio Nobel Alternativo

Vencedores vão receber cerca de 94 mil euros.

Greta Thunberg foi distinguida, esta quarta-feira, em Estocolmo, com o “Prémio Nobel Alternativo”, também conhecido como “Right Livelihood Award”.

O prémio foi atribuído à jovem ativista "por inspirar e amplificar as exigências políticas para ações para a emergência climática refletindo factos científicos", refere a fundação do prémio, a Right Livelihood, citada pela Reuters.

Além da sueca, de 16 anos, também foram distinguidos com o mesmo galardão o líder indígena brasileiro Davi Kopenawa e a Hutukara Associação Yanomami, de conservação da floresta tropical da Amazónia, a advogada chinesa Guo Jianmei e a defensora dos direitos humanos saraui Aminatou Haidar.

"Distinguimos quatro visionários práticos cuja liderança deu voz a milhões de pessoas na defesa de direitos inalienáveis e na luta por um futuro sustentável para todos no planeta Terra", acrescenta ainda a fundação.

Os vencedores vão receber um prémio de 1 milhão de coroas suecas, o equivalente a cerca de 94 mil euros.

O prémio Prémio Nobel Alternativo foi criado em 1980 pelo filantropo Jakob von Uexkull, com o objetivo de homenagear e apoiar “pessoas corajosas a resolver problemas globais".