Sociedade

Bastonário vai pedir com "urgência" abertura de processo a obstetra de Setúbal

Miguel Guimarães confirmou ainda que o obstetra que acompanhou a gravidez, o médico Artur Carvalho, tem cinco processos disciplinares em aberto no Conselho Disciplinar do Sul da Ordem dos Médicos.

Miguel Guimarães vai apresentar queixa ao Conselho Disciplinar do Sul sobre o caso de Rodrigo, o bebé que nasceu com malformações graves, em Setúbal. Segundo o bastonário da Ordem dos Médicos, vai ser solicitado “com urgência” a abertura de um processo ainda esta sexta-feira.

"Nós tomámos conhecimento das queixas sobre o médico ontem [quinta-feira] quando foram divulgadas as notícias das queixas que já existiam e da queixa atual. Queixa atual que não chegou ainda à Ordem dos Médicos, ou seja, não houve ainda da parte da família uma queixa para o Conselho Disciplinar da Ordem. Ainda assim não é preciso a família apresentar a queixa. Hoje mesmo vou solicitar com urgência a abertura de um processo a nível do Conselho Disciplinar", disse Miguel Guimarães, esta sexta-feira, durante uma conferência de imprensa na sede da Ordem dos Médicos, convocada para prestar esclarecimentos sobre o caso.

Recorde-se que Rodrigo nasceu no Hospital de São Bernardo, em Setúbal, sem olhos, boca, nariz, nem parte do crânio.
Miguel Guimarães confirmou ainda que o obstetra que acompanhou a gravidez, o médico Artur Carvalho, tem cinco processos disciplinares em aberto no Conselho Disciplinar do Sul da Ordem dos Médicos, ao qual se vai juntar agora um sexto processo, com origem na queixa que o bastonário vai apresentar ainda esta sexta-feira.