Sociedade

ANA pede mais tempo para analisar medidas da Agência Portuguesa do Ambiente para construção de aeroporto no Montijo

Recorde-se que no passado dia 30, a APA emitiu a proposta de DIA relativa à construção do aeroporto no Montijo tendo a decisão sido “favorável condicionada” e incluindo um “pacote de medidas de minimização e compensação ambiental que ascende a cerca de 48 milhões de euros”.

A ANA – Aeroportos de Portugal pediu à Agência Portuguesa do Ambiente uma prorrogação do prazo para analisar as medidas propostas na Declaração de Impacte Ambiental (DIA) sobre a construção de um futuro aeroporto no Montijo.

Numa nota enviada à agência Lusa, a ANA afirma que “para exercício do contraditório e maior aprofundamento sobre as implicações e exequibilidade destas medidas” pediu uma prorrogação do prazo, “que aguarda resposta”.

Recorde-se que no passado dia 30, a APA emitiu a proposta de DIA relativa à construção do aeroporto no Montijo tendo a decisão sido “favorável condicionada” e incluindo um “pacote de medidas de minimização e compensação ambiental que ascende a cerca de 48 milhões de euros”.

No dia seguinte, a ANA disse, em comunicado, que via “com surpresa e apreensão algumas das medidas propostas, que avaliará detalhadamente dentro do prazo legal definido”.

A empresa informou ainda que, “em conformidade com o procedimento aplicável”, irá analisar “a exequibilidade, equilíbrio e benefício ambiental dessas medidas, bem como as suas implicações, tendo por base os pressupostos acordados anteriormente para o projeto”.