Sociedade

Advogados entregam 'habeas corpus' para libertar mãe do bebé encontrado no ecoponto

Três advogados consideram a prisão da mãe do bebé ilegal e querem "fomentar a discussão". Pedido foi entregue esta segunda-feira no Supremo Tribunal de Justiça


Três advogados da sociedade Varela de Matos & Associados entregaram esta segunda-feira no Supremo Tribunal de Justiça um habeas corpus pedindo a libertação da mãe do bebé encontrado num ecoponto, em Santa Apolónia, na semana passada.

Os advogados consideram a “prisão ilegal” e referiram, numa publicação no Facebook, que “a malta advocante não se conforma e quer fomentar a discussão”. Um dos advogados que pede a libertação da mãe do bebé é Varela de Matos, candidato a Bastonário da Ordem dos Advogados. 

A mãe da criança está no Estabelecimento Prisional de Tires desde que se entregou, no final da semana passada, às autoridades. A jovem de 22 anos vivia na rua há cerca de seis meses, numa tenda em Santa Apolónia e, segundo o companheiro e as pessoas que viviam noutras tendas, nunca ninguém deu conta da sua gravidez. O namorado da jovem já foi ouvido pelas autoridades e a hipótese de este ser o pai do bebé já foi afastada.