Sociedade

Jogadores da seleção de S. Tomé desaparecidos estarão bem e em casa de familiares

Autoridades acreditam que fuga terá sido planeada para ficarem em Portugal.

Os sete jogadores da seleção de sub-18 de São Tomé e Príncipe, que estão desaparecidos desde quarta-feira à noite, deverão estar bem e em casa de familiares na região da Grande Lisboa.

A notícia é avançada pelo site Cascais24, que avança que as autoridades acreditam que os jovens terão sido acolhidos por familiares e que tudo se terá tratado de uma fuga planeada para não regressarem ao seu país de origem.

Recorde-se que os atletas, com idades compreendidas entre os 17 e os 18 anos, estão a ser procurados pela PSP e pelo SEF, depois de terem desaparecido do Hotel Pestana, em Cascais, onde estavam hospedados. A equipa tinha voo de regresso marcado para esta sexta-feira.

O grupo ausentou-se da unidade hoteleira sem conhecimento dos responsáveis da seleção são-tomense.