Internacional

Quem consegue derrotar Trump?

Não falta quem queira medir forças com o polémico Presidente: o Partido Democrata tem, neste momento, 15 candidatos.

 

Há poucos momentos tão esperados na política internacional como as eleições nos Estados Unidos. E com Donald Trump ao leme da maior potencial mundial, a campanha eleitoral para as eleições de 2020 (3 de novembro) promete aquecer mais do que nunca. 

Afinal, o pontapé de partida da campanha foi dado pelo próprio chefe da Casa Branca logo quando tomou posse como Presidente, em janeiro de 2017, ao  apresentar os documentos para a recandidatura logo no mesmo dia - ou seja, pode dizer-se que os norte-americanos estão em modo de campanha há três anos.

As afinações das estratégias eleitorais estão cada vez mais cimentadas por causa do processo de destituição de Trump. E não falta no Partido Democrata quem queira enfrentar o polémico Presidente: neste momento, o partido tem 15 concorrentes para ganhar a nomeação de candidato presidencial. 

Mas no final das contas, só um democrata vai ter o privilégio de lutar pela ilustre cadeira na Sala Oval. Quem está à frente?

Joe Biden é o favorito dos favoritos. Praticamente todas as sondagens nacionais publicadas em 2019 mostravam o vice de Barack Obama na frente da corrida - isto é, nas primárias democratas mas também contra Trump. É a terceira vez que se candidata à presidência, e como se por cá  diz, veremos se à terceira é mesmo de vez.

Seguem-se no pódio das sondagens o socialista Bernie Sanders, senador do Vermont, e a progressista Elizabeth Warren, senadora do Massachussetts. De notar que, no pódio democrata, os candidatos têm mais de 70 anos. Se Sanders, o mais velho, conseguisse cumprir dois mandatos, deixaria a Casa Branca com 86 anos.

Para contrariar esse padrão, temos na ementa Pete Buttigieg 37 anos, presidente da Câmara de South Bend, Indiana. O mais novo, mas também um do mais moderados entre os favoritos.