Economia

Antevisão 2020. O que vai marcar o ano

São vários os acontecimentos que têm data marcada para o próximo ano com algumas incertezas pelo meio, como o novo aeroporto.

Aeroporto do Montijo

Construção arranca já este ano?

Polémicas à parte, a construção do novo aeroporto do Montijo é para avançar. E já este ano. Pelo menos é essa a intenção do Governo, explicada num relatório que acompanhava a proposta do OE 2020. «No ano de 2020 será dada continuidade a este importante projeto e entrar-se-à em definitivo na sua fase de implementação», garante o Governo. A solução não agrada a muitos, mas a verdade é que todos os passos essenciais foram dados este ano. E, por isso, acreditando no Governo, o Montijo pode ver a construção do novo aeroporto arrancar mesmo em 2020. Ao que tudo indica, a solução apresentada por Pedro Santana Lopes juntamente com outros promotores, de apostar em Alverca em detrimento do Montijo, ficará para trás. Os vários responsáveis do turismo querem uma solução urgente.

 

Guerra comercial

Um dos principais entraves à economia 

A escalada da guerra comercial é apontada como um dos principais riscos para o crescimento e o comércio mundial no próximo ano. O alerta é dado pelo último Economic Outlook da Crédito y Caución que garante que em breve, por razões de segurança nacional, a administração norte-americana deverá decidir quanto à imposição de tarifas às importações de automóveis e componentes, um risco importante que ameaça abrir uma segunda frente contra a União Europeia, o México e os países asiáticos que, apresentam um superávite em conta-corrente com os Estados Unidos. A medida provocaria represálias dos parceiros comerciais, gerando a segunda grande escalada na guerra comercial no espaço de poucos meses.

 

Petróleo

Preços sobem ou descem?

Se o preço do petróleo vai subir, manter-se ou descer, não há certezas. Até porque nem todas as previsões coincidem. A Administração de Informações Energéticas (EIA) reviu em baixa o valor médio do petróleo para 57 dólares por barril para a primeira metade de 2020. Já a JP Morgan reviu a previsão para a cotação do petróleo Brent, em 2020, para 64,5 dólares por barril.

Quanto à procura, a Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP) mantém as previsões de procura mundial de petróleo, que em 2020 deve ultrapassar, pela primeira vez, os 100 milhões de barris por dia.

 

Banca

Novo Banco exige nova injeção

O Governo estima que a recapitalização do Novo Banco pelo Fundo de Resolução seja de 600 milhões de euros em 2020. No entanto, haverá custos superiores com o setor bancário, incluindo o Estado assumir uma benesse de 130 milhões de euros em créditos fiscais.

 

Impostos

Carga fiscal em máximos

De acordo com as contas do Ministério das Finanças, as receitas fiscais e as chamadas contribuições sociais efetivas deverão atingir novos máximos ao subirem para 35,1% do Produto Interno Bruto (PIB)  em 2020. As receitas fiscais deverão fixar-se em 25,1% do PIB, correspondente a 54.709 milhões de euros. Já as contribuições sociais efetivas deverão subir para 10% em 2020, o equivalente a 21.736 milhões de euros.

 

Transportes

Subidas e descidas

Os anos de subida consecutiva nas portagens estagnaram. Isto porque os preços das portagens vão manter-se em 2020. Já o Imposto Único de Circulação (IUC) vai ficar mais caro. No que diz respeito aos carros mais eficientes, estes vão pagar menos imposto. A inspeção do carro também vai ficar mais cara: os preços foram alvo de uma atualização à taxa de inflação de 0,25%.

Os transportes públicos vão registar um aumento de 0,38% já a partir do dia 1 de janeiro. Ainda assim, os passes sociais não vão sofrer alterações no preço.