Internacional

Mulher alega que recebeu fraldas usadas em encomenda na Amazon

Fraldas estavam devidamente embaladas. 

Nassly Sales, de Nova Jérsia, nos Estados Unidos, utilizou as redes sociais para denunciar que recebeu fraldas usadas, na sequência de uma encomenda no site de compras online Amazon.

Através de uma publicação partilhada no Facebook, esta quinta-feira, a mulher denunciou a situação que é “uma ameaça para a saúde”.

À CBS, Nassly Sales revelou que encomendou duas caixas de fraldas naa Amazon para as suas duas filhas, como faz habitualmente todos os meses. A mulher costuma encomendar os artigos da secção “Amazon Warehouse” – neste caso trata-se de caixas que são devolvidas à empresa Luvs porque estão abertas e, por isso, são vendidas com desconto.

“Depois de um dia de trabalho de mais de 12 horas, chego a casa exausta (...) No escuro, abro a minha recém-chegada caixa de fraldas da Amazon para trocar a minha filha antes de ir dormir. Tiro o saco de plástico e imediatamente noto que está mais pesada que o normal. Coloco-as na minha cama ao lado da minha filha despida. Acendo as luzes para o meu maior choque... as fraldas estão usadas! Cheira a cocó e a urina! A embalagem foi adulterada e a Amazon vendeu-me mesmo fraldas sujas cuidadosamente embaladas”, escreveu Nassly na rede social.

Depois de desinfetar todo o quarto das filhas, a mulher entrou em contacto com a Amazon que apenas “pediu desculpa pela inconveniência” e queria oferecer “um cartão presente” com o reembolso das fraldas.

“Tenho medo de comprar na Amazon novamente. A Amazon está a recusar-se a fazer uma investigação ou escalar este ato criminoso e de risco à saúde”, acrescenta.

Uma das filhas de Nassly Sales nasceu prematura e tem um sistema imunitário bastante fraco, o que aumentou a sua preocupação perante o sucedido.