Sociedade

Isabel dos Santos deixa Lisboa antes de acabar reunião entre procuradores de Angola e Portugal

Fontes próximas dos negócios de Isabel dos Santos garante que tão cedo a empresária não volta ao nosso país. Mandado de captura internacional pode estar iminente.

A empresária angolana Isabel dos Santos, alvo de uma mega-investigação, esteve esta quinta-feira em Portugal para conceder "plenos poderes" a representantes legais.

A visita da filha de José Eduardo dos Santos foi ‘relâmpago’ e coincidiu com a vinda do PGR angolano a Lisboa, que se encontrou com a homóloga portuguesa, mas a empresária deixou o país ainda antes da reunião acabar, segundo o Jornal de Notícias. A empresária angolana rumou ao Reino Unido, num voo da TAP, precisamente à mesma hora em que decorria o encontro entre Lucília Gago e Pitta Grós, que veio pedir ajuda às autoridades nacionais.

Fontes próximas dos negócios que envolvem Isabel dos Santos, garantiram, citadas pela mesma publicação, que a empresária não deverá aparecer em Portugal nos próximos tempos, sendo que é provável que venha a ser emitido contra si um mandado de captura internacional por parte de Angola e de haver acordo de extradição entre os dois países.

Recorde-se que Isabel dos Santos e Pitta Grós estiveram em Portugal em plena explosão do caso Luanda Leaks, que conta com uma série de documentos que apontam para um desvio de 115 milhões de euros da Sonangol para o Dubai, sob ordem de Isabel dos Santos. Estas suspeitas já levaram a justiça angolana a constituir a empresária como arguida.