Sociedade

PJ detém suspeito de ter matado idosa em cabeleireiro

A mulher foi encontrada morta a 28 de novembro, depois de os vizinhos terem dado pela sua ausência.

A Polícia Judiciária deteve, este sábado, um homem suspeito de ter matado uma mulher de 68 anos, em Faro. O crime ocorreu no passado mês de novembro, quando, no dia 28, foi encontrado o cadáver de uma mulher, no interior do cabeleireiro de que era proprietária há mais de 20 anos.

“Foram recolhidos relevantes elementos probatórios que conduziram à cabal identificação do suspeito e à respetiva localização e detenção na noite de sábado último, numa freguesia do concelho de Loulé, localidade para onde se deslocou após a prática do crime, abandonando a residência que possuía na cidade de Faro", pode ler-se, em comunicado.

O alerta do crime foi dado pelos vizinhos, que não viam a idosa há alguns dias. Depois de as autoridades se deslocarem à sua habitação, onde conseguiram registar “pelo menos uma entrada ilegítima”, concluindo assim que a casa poderia ter sido palco “de uma to violento”. Acabaram por dirigir-se ao seu local de trabalho, onde encontraram a vítima, que “terá sido surpreendida e agredida mediante o recurso a força física, sendo-lhe provocado traumatismo craniano, lesão grave que viria a ditar a morte”, explicam as autoridades, na nota.

O suspeito vai, esta segunda-feira, ser presente a interrogatório Judicial para aplicação das medidas de coação tidas como adequadas.