Internacional

Farmacêutico morre após trabalhar 10 dias seguidos em posto de controlo do coronavírus

Passados 10 dias de trabalho, Song sofreu uma paragem cardiorrespiratória, na passada segunda-feira, e foi encontrado morto no seu apartamento.

DR  

Um farmacêutico chinês de 28 anos morreu, esta segunda-feira, depois de ter trabalhado durante 10 dias seguidos junto de equipas médicas, perto da cidade de Wuhan, que tentam controlar o surto do novo coronavírus, que já matou mais de 550 pessoas e deixou mais de 28 mil infetados.

Song Yingjie estava responsável por verificar o estado de saúde dos motoristas e passageiros de uma estação rodoviária. Passados 10 dias de trabalho, Song sofreu uma paragem cardiorrespiratória, esta segunda-feira, e foi encontrado morto no seu apartamento, avançou o South China Morning Post.

"Ele era um membro valioso da equipa e poderia ter um futuro brilhante", disse Yang Dan, que trabalhou com Song, num relatório do The Beijing News.