Internacional

Coronavírus leva chineses a abandonarem milhares de cães | VÍDEO

 "Cães e gatos 'não' recebem coronavírus humano. Cães e gatos 'não' espalham o coronavírus humano. NÃO ABANDONE OS SEUS ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO", apela uma associação de animais, através das redes sociais. 

 

Depois do aparecimento do novo coronavírus, que provocou a morte a mais de 600 pessoas e deixou mais de 31 mil pessoas infetadas, o número de animais abandonados sofreu um forte aumento em toda a China Continental. Milhões de pessoas abandonaram a China com o aparecimento do surto e acabaram por deixar os seus animais para trás, nas ruas e indefesos. Com o aparecimento do novo coronavírus, muitos dos donos ganharam receio que os seus animais tivessem sido contagiados e que os infetassem, o que também foi um dos maiores motivos para a taxa de abandono.

Os animais domésticos têm sofrido ataques de matilhas de cães que estão envolvidos em lutas de animais e têm sido mortos nas ruas. Algumas pessoas têm gravado vídeos das lutas para obter visualizações nas redes sociais.

Os abrigos de animais estão cheios, há falta de condições e comida para alimentar todos os animais. A associação Fight Dog Meat têm alertado a população para os abandonos em massa que estão a ocorrer na China. "Cães e gatos 'não' recebem coronavírus humano. Cães e gatos 'não' espalham o coronavírus humano. As pessoas são infectadas com coronavírus por estarem infectadas com seres humanos. NÃO ABANDONE OS SEUS ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO. Eles precisam de si para protegê-los", apelam, através de uma nota publicada nas redes sociais.