LifeStyle

10 coisas que nunca pode fazer ao seu cão

Há diversas coisas que um dono nunca deveria fazer ao seu amigo de quatro patas. E muitas acaba por fazê-las inconscientemente. 

O cão é o melhor amigo do Homem. É quem chora quando deixa a sua casa e quem está sempre à porta para o receber, depois de um longo dia fora de casa. No entanto, muitas vezes o ser humano não é o melhor amigo do cão. Muitas vezes inconscientemente. Há diversas coisas que um dono nunca deveria fazer ao seu amigo de quatro patas. E algumas atitudes até podem mesmo por a sua vida e saúde em risco.

O carro não é sítio para deixar um amigo de quatro patas

Rara é a pessoa que nunca viu um cão fechado dentro de um carro num parque de estacionamento de um supermercado. Isto não só deixa o animal indefeso para outros seres humanos como pode ser muito prejudicial para a sua saúde. Mesmo com as janelas abertas e com a temperatura amena, o sobreaquecimento do veículo pode ser mortal para o animal de quatro patas.

Os olhinhos de cachorro a que é necessário resistir

Os olhos ternurentos dos cães depois de errarem impedem muitas vezes os donos de os castigarem. No entanto, ao dar afeto ao seu animal depois de este ter errado está a abrir um precedente para este não compreender o erro e voltar a repeti-lo.

Cuidado com as guloseimas a mais

A cara de felicidade de um cão quando recebe uma guloseima torna fácil repetir o gesto. Mas cuidado. Ao alimentar demasiadas vezes o seu cão, a saúde do seu animal pode ser prejudicada. É necessário ter atenção ao peso do animal e garantir que este se encontra saudável. A obesidade nos animais é associada a problemas cardíacos, diabetes, hipertensão e mesmo cancro.

Escove os dentes do seu cão

Os dentistas aconselham as pessoas a lavar os dentes três vezes por dia. Então porque é que muitos dos donos tratam os dentes dos seus animais como indiferentes? Muitos cães acabam por ser diagnosticados com doenças nos dentes vistos os donos nunca os terem lavado. Nunca se esqueça que o seu cão não é autónomo e precisa da sua ajuda para se manter saudável. Garanta que o veterinário do animal verifica a dentição do cão uma vez por ano, pelo menos.

Cada cão, cada coleira

A coleira é um dos acessórios mais importantes de um cão. E é preciso escolher com cuidado. Fale com o veterinário do seu animal e verifique qual é a mais indicada para o seu cão.

O cão segue as pisadas do dono... e não ao contrário!

Os cães gostam muito de passear e deixam o seu entusiasmo muitas vezes querem soltar-se dos donos para correr e aproveitar o passeio. No entanto, os donos nunca se devem deixar ser guiados pelos animais. Isto pode levar a um atropelamento e a uma série de outros perigos. Se for necessário compre uma trela mais curta para controlar os movimentos do seu cão.

Não coloque a vida de outros cães em perigo

Ter muito cuidado com os passeios e com quem o seu cão confraterniza. A verdade é que milhares de cadelas são eutanasiadas em abrigos de animais por terem engravidado e não haver possibilidade de ter mais cães na associação.  

Chocalate? Nunca. Cuidado com as partilhas

Jantar com o cão ao lado é sinónimo de inúmeros pedidos e olhinhos para conseguir um bocadinho da refeição, para muitos dos donos. Mas tente resistir. A verdade é que muita da nossa comida não é saudável para os cães e deve ser evitada como chocolates.

Castigar não é sinónimo de bater

Nunca bata no seu cão. Isso não o vai fazer “aprender a lição”. Vai apenas diminuir a vossa ligação enquanto dono e animal.

Não há nada como se sentir em paz em casa

Não use a 'casota' do cão como castigo. O animal deve sentir-se seguro no local onde dorme todos os dias. Não o tranque no seu local de descanso como punição