Vida

Maya diz que Cláudio Ramos vivia situação precária com SIC e que “não tinha direito a nada”

Ex-vizinho de Cristina Ferreira "não tinha direito a subsídio de férias, não tinha direito a baixas".

A apresentadora Maya revelou que Cláudio Ramos tinha um vínculo precário com a SIC, onde esteve durante 18 anos, e que talvez por isso tenha aceitado fazer as malas e ir para a TVI.

"O Cláudio tem 46 anos e não tinha um contrato. Ele não tinha direito a subsídio de férias, não tinha direito a baixas, não tinha direito a nada. Há uma série de pessoas na SIC que têm contrato com a estação e ele não tinha, era pago pelas produtoras. Por isso ele ontem pôde sair. Ele tem 46 anos e uma filha para criar", contou no programa FlashVidas da CMTV.

"Cristina [Ferreira] pode estar zangada com a direção da SIC que não salvaguardou o Cláudio Ramos", afirmou, acrescentando: "Ela é apanhada de surpresa só por uma razão. O Cláudio Ramos podia sair. O Cláudio Ramos não tinha contrato com a SIC. As pessoas percebam isto", contou revoltada.

A taróloga sublinhou ainda que Cláudio Ramos entra agora na estação de Queluz como "uma figura de primeira" que aceitou o "desafio" de apresentar o Big Brother. E lembrou: "Ele agora tem regalias, um contrato nas mãos. Deem-lhe programa ou não ele é pago. Ele recebe o ordenado ao fim do mês. Se ele não tivesse programa não recebia. Agora tem uma segurança".