Sociedade

Cães de João Moura não podem receber visitas ou ser adotados

Associação que acolheu alguns dos animais está a recolher donativos.

Nove dos 18 galgos retirados a João Moura, na sequência de ter sido detido por maus-tratos a animais na quarta-feira, estão num abrigo chamado O Cantinho da Milu.

Os cães estão a recuperar, mas não podem receber visitas nem ser adotados. Há ainda uma fêmea que está internada, segundo informações que a associação publicou na sua página de Facebook.

"Os meninos estão a descansar e continuam a ser avaliados pelo médico veterinário", lê-se no post d’ O Cantinho da Milu. "Uma fêmea está internada. Com o devido timing, todos vão fazer análises completas, ser vacinados, desparasitados e esterilizados. Serão todos microchipados", acrescenta a associação.

Atualmente os animais estão a ser alimentados "com uma boa ração para ganharem forças" e “não se encontram ainda para adoção” nem podem receber visitas. “Precisam de descansar. Agradecemos a vossa compreensão", explicou a associação, que está a angariar fundos para ajudar os animais.

"Sim, são muitos animais... muitas despesas fixas para manter um abrigo com esta dimensão com condições dignas para estes animais que já passaram por muito na vida. Se eles falassem...", lê-se na mesma publicação.