Internacional

Irlanda muda critérios de realização de testes

Segundo a OMS, os países devem "testar, testar, testar".

A Irlanda anunciou esta terça-feira que os critérios para a realização de teste de despistagem da covid-19 vão mudar. As pessoas admitidas para teste, que até hoje tinham que apresentar apenas um sintoma, têm agora que apresentar dois, um dos quais tem que ser obrigatoriamente febre. Segundo o Guardian, o outro sintoma terá que estar relacionado com o sistema respiratório, por exemplo, tosse ou dificuldade em respirar.

Segundo a mesma publicação, o diretor médico do Departamento da Saúde irlândes afirmou que o objetivo nesta altura era concentrar os esforços nos pacientes nos hospitais, nos profissionais de saúde e nos casos prioritários. Esta mudança vem na sequência dos milhares de testes que têm sido feitos. Na terça-feira à noite havia cerca de 40 mil testes à espera de resposta e, por dia, cerca de 20 mil pessoas procuram fazer o teste.

Dos quase 18 mil testes feitos na Irlanda, 6% deram positivo, ou seja, há, pelo menos, 1329 casos confirmados.