Desporto

Ronaldinho e irmão pagam fiança milionária e passam a estar em prisão domiciliária

Antigo internacional brasileiro pagou 1,4 milhões de euros

Ronaldinho Gaúcho e o irmão Roberto Assis passaram esta terça-feira para prisão domiciliária depois de o antigo craque brasileiro ter avançado com 1,4 milhões de euros de fiança.

Enquanto o processo continua em investigação, os dois vão ficar detidos num hotel de luxo em Assunção, capital do Paraguai, em quartos separados.

Ronaldinho e o irmão estavam detidos há precisamente um mês (desde o passado dia 6 de março), no Paraguai, por uso de documentos falsos.

O ex-jogador, recorde-se, festejou no estabelecimento prisional o seu 40.º aniversário.