Vida

Flávio Migliaccio deixa carta de despedida: "A humanidade não deu certo"

Ator brasileiro de 85 anos suicidou-se

O ator brasileiro Flávio Migliaccio, de 85 anos, foi encontrado morto na sua casa, no Rio de Janeiro, esta segunda-feira. O advogado da família confirmou entretanto que o ator se suicidou.

Já hoje, tornou-se viral nas redes sociais uma suposta carta deixada pelo ícone da televisão brasileira à família, onde lamenta a situação atual do Brasil: “Desculpem-me, mas não deu mais. A velhice neste país é o caos como tudo aqui. A humanidade não deu certo".

“Tive a impressão que foram 85 anos jogados fora num país como este e com esse tipo de gente que acabei encontrando. Cuidem das crianças de hoje”, pode ainda ler-se.

A família do ator vai ainda processar o Estado, uma vez que dois polícias militares divulgaram fotografias do corpo, adiantou ainda o advogado à imprensa brasileira.

Migliaccio fez parte de várias novelas, entre as quais O Salvador da Pátria (1989), Rainha da Sucata (1990), A Próxima Vítima (1995), Torre de Babel (1998), Senhora do Destino (2004) e Órfãos da Terra (2019). 

Uma das suas interpertações mais conhecidas foi como Tio Maneco nos filmes Aventuras com Tio Maneco e Maneco, O Super Tio.