Sociedade

Escala de risco para a covid-19 pretende ajudar hospitais a adequar resposta

Hospital de Ovar será caso-piloto.

Vai ser criada uma escala de risco de covid-19 para utilização em hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS). O projeto está ser desenvolvido por investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) e do CINTESIS.

O objetivo é criar uma escala que permita determinar o risco de infeção pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2), responsável pela covid-19.

"É essencial que os hospitais estejam preparados para agirem proativamente, por antecipação, perante a covid-19", explica o coordenador do projeto Ricardo Cruz Correia

O número de infetados, a gravidade dos casos e o número de profissionais de saúde são alguns dos parâmetros utilizados para avaliação do risco de determinado hospital.

A ideia é de que ao ser aplicada a escala seja possível calcular melhor o risco a cada momento, permitindo reorientar as equipas e adequar a capacidade e a oferta do hospital, de forma mais rápida e eficiente.

"Para cada nível da escala de risco covid-19 há um plano de contingência que transforma a capacidade e disposição da oferta hospitalar, adaptando-as para a gestão de casos da pandemia", adianta ainda o responsável, através de comunicado.

A escala será testada inicialmente no Hospital de Ovar, escolhido para caso-piloto devido à existência de uma colaboração prévia e do impacto da pandemia neste concelho, que esteve um mês em estado de calamidade pública e em cerca sanitária.