Internacional

Quase três milhões pediram subsídio de desemprego na semana passada nos EUA

O total de candidaturas aos subsídios cresceu para um número inimaginável há alguns meses: 36,5 milhões nas últimas oito semanas.

Quase 3 milhões de norte-americanos candidataram-se ao subsídio de desemprego na semana passada, disse o Departamento do Trabalho esta quinta-feira. A pandemia do coronavírus continua a destruir empregos aos milhões pela oitava semana consecutiva e o total de candidaturas aos subsídios cresceu para um número inimaginável há alguns meses: 36,5 milhões.

Estes novos dados federais mostram a erosão de alguns ganhos económicos dos últimos anos e fazem com que a crise causada pelo novo coronavírus rivalize com a Grande Depressão iniciada em 1929. Antes da crise pandémica, as candidaturas ao subsídio de desemprego durante o período de uma semana nunca tinham chegado aos seis dígitos.

Os números revelados esta quinta-feira podem adensar o confronto e tensão entre os responsáveis de saúde do país e o Presidente, Donald Trump, sobre como, quando e quão rapidamente se deve reabrir a economia.

Em entrevista à Fox Business, Trump alegou esta quinta-feira que alguns democratas estavam a tentar empatar o processo, tornando-o mais devagaroso, para lhe provocar danos políticos.